Diário de Bordo


Diário de Bordo



O Diário de Bordo é um caderno ou pasta que se registram as etapas realizadas durante o desenvolvimento de seu projeto. Este registro deve ser detalhado, com datas de reuniões, da realização de atividades, os locais onde eles aconteciam. Ou seja, com todos os movimentos realizados durante a realização do projeto, desde a concepção das ideias iniciais, com o levantamento de hipóteses, questionamentos, descobertas, investigações, experimentos, entrevistas, coleta de dados, gráficos, resultados e análises.

Ele não deve ser feito através de recursos tecnológicos, como smartphone, tablet, computador, pois ele precisa ser feito à mão, com o nome de todos os envolvidos durante o projeto, com as informações citadas anteriormente. Assim, recomenda-se o uso de um caderno em capa dura, sem espiral, que deve estar exposto e apresentado à Comissão Avaliadora no momento da apresentação do trabalho. Ele não deve ser enviado para a comissão organizadora da Feira de Ciências do Agreste Pernambucano.

Dicas para fazer seu Diário de Bordo



1. Fidelidade do desenvolvimento

Assim, as Feiras de Ciências apresentam os resultados de pesquisa destes estudantes que buscam respostas paras os problemas existentes na sua comunidade, se tornando uma pessoa ativa durante a construção do seu conhecimento. Além de possibilitar que ao divulgar o seu trabalho, ele possa dialogar com outros participantes, amadurecendo o seu trabalho e desenvolvendo seu espírito científico. Desta forma, é possível também participar de outros eventos, conquistando assim novos espaços na comunidade científica.

2. Do tamanho das suas ideias

O diário de bordo precisa apresentar todos os seus registros, mas ele é objetivo, pois não precisa ser grande, com 500 páginas de texto, ou algo assim. Ele precisa ter a quantidade de páginas que você necessitou para cumprir a dica 1, independentemente do número que isso representar.

3. Mantenha a sequência

Deixe o mínimo de espaços vazios que for possível. Ter muitas linhas em branco entre uma anotação e outra não “pega bem”, pois pode dar a impressão de que você pode incluir informações em datas passadas, mudando sua linha de raciocínio natural.

4. Preze pelo “clean”

Evite encher seu caderno de colagens. Lembre-se: ele é um local de registros e anotações. Você pode criar uma pasta separada de anexos e até mesmo um álbum de fotografias para complementar seu diário de bordo.

5. Evite excessos

Registre o necessário, conforme os fatos vão ocorrendo em sua pesquisa. Caso necessário, copie em seu diário algumas ideias ou referências que estão em um texto, mas você poderá ter seu material bibliográfico organizado em uma outra pasta. Caso queira anotar uma observação muito importante, tudo bem, você poderá fazer isso e acrescentar: “conforme anexo 04 da pasta de anexos” – nesse caso, enumere os anexos. Isso vai mostrar que você é organizado e usa adequadamente cada ferramenta.

Texto base, disponível em: https://bit.ly/2FyBizp


CONTAGEM REGRESSIVA


00

Dias


00

Horas


00

Minutos


00

Segundos



REALIZAÇÃO